for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Anec reduz projeção de exportações de soja e milho do Brasil em agosto

Navio carregado com soja para exportação no porto de Paranaguá (PR) 27/03/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de soja do Brasil devem atingir 6,02 milhões de toneladas em agosto, enquanto os embarques de milho estão estimados em 6,79 milhões, disse nesta terça-feira a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), reduzindo suas estimativas em relação à semana anterior.

A entidade via até a semana passada exportações de 6,58 milhões de toneladas da oleaginosa. Os números têm como base a programação de embarques de navios no país.

Se confirmada a nova cifra, o total acumulado de exportações de soja nos oito primeiros meses de 2020 atingirá cerca de 75,84 milhões de toneladas.

Em relação ao milho, apesar dos embarques terem ganhado ritmo em julho à medida que avança a colheita da segunda safra 2019/20, a Anec baixou a previsão para 6,79 milhões de toneladas, ante 7,25 milhões de toneladas estimadas na semana passada.

Isso deixaria o total acumulado no ano a 14,38 milhões de toneladas.

A entidade ainda vê as exportações de farelo de soja em agosto em 1,74 milhão de toneladas, versus estimativa de 1,85 milhão de toneladas na semana anterior.

Por Ana Mano e Nayara Figueiredo

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up