for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Guiabolso se antecipa ao PIX com transferências bancárias instantâneas

17/11/2017 REUTERS/Pilar Olivares

SÃO PAULO (Reuters) - A plataforma especializada em finanças pessoais Guiabolso criou uma funcionalidade em seu aplicativo que permite transferências de bancos diferentes entre pessoas físicas de forma instantânea, numa antecipação ao PIX, o sistema coordenado pelo Banco Central que entrará em vigor em novembro.

Segundo o presidente do Guiabolso, Thiago Alvarez, a função permite que as pessoas usem as contas que elas já têm em seus bancos, não tendo que criar uma nova, e poderão movimentar valores inclusive para pessoas que não são clientes da fintech.

Os limites por transação diária são os mesmos estipulados pelos bancos para seus correntistas. No momento, a função já vale para clientes de instituições como Banco do Brasil, Santander Brasil, Banco Inter, C6, Caixa Econômica Federal e Bradesco.

Os custos das transações serão arcados pelo Guiabolso.

Transações a partir de contas de Itaú Unibanco e do Nubank passarão a integrar a funcionalidade nos próximos meses, disse Alvarez, acrescentando que a plataforma será integrada totalmente ao PIX quando este entrar em vigor.

O movimento ilustra como instituições do mercado bancário estão se antecipando para tentar conquistar ou manter clientes antes da implementação global do sistema. O PIX permitirá fazer transferências bancárias instantaneamente, 24 horas por dia, sete dias por semana, numa plataforma unificada do BC, que vê no projeto um meio de ampliar a competição entre os bancos.

Atualmente com cerca de 6 milhões usuários, o Guiabolso tem se transformado de um site de finanças pessoais para um iniciador de pagamentos, figura que está em fase de consultas pelo BC e que servirá para facilitar diferentes tipos de operações entre diferentes bancos num só ambiente.

A startup tem em seu portal ofertas de produtos financeiros como crédito, investimento, cartão de crédito, seguro, todos de terceiros, numa prévia do open banking, projeto mais abrangente do BC que mais adiante permitirá todo tipo de transação bancária a partir de uma plataforma unificada.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up