for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Entrada de fluxo em títulos e ações de mercados emergentes continua, mas desacelera em agosto, diz IIF

REUTERS/Gary Cameron//File Photo

NOVA YORK (Reuters) - Ações e títulos de mercados emergentes registraram entradas líquidas estrangeiras em agosto pelo terceiro mês consecutivo, mas o ritmo dos fluxos desacelerou drasticamente desde junho, mostraram dados do Instituto de Finanças Internacionais nesta terça-feira.

Os ingressos de carteiras de não residentes em mercados emergentes diminuíram para 2,1 bilhões de dólares em agosto, de 15,2 bilhões em julho e 29,4 bilhões em junho, disse o IIF.

“Nossos dados mostram que a recuperação dos fluxos para (mercados emergentes) é pequena em comparação com as saídas mais cedo no ano”, disse o IIF em um comunicado. “Uma razão pode ser a crescente diferenciação dos fluxos para emergentes, com alguns mercados vendo fluxos de saída que continuam a crescer.”

A dívida de mercados emergentes registrou saídas de 2,3 bilhões de dólares, a primeira leitura negativa desde março, enquanto as ações registraram entradas de 4,4 bilhões de dólares.

As ações de mercados emergentes excluindo a China atraíram cerca de 3,8 bilhões de dólares, mostraram os dados, a maior entrada mensal desde julho de 2019. As ações chinesas registraram entradas marginais de 0,6 bilhão.

Por Rodrigo Campos

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up