for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

BC do Japão pode ter papel maior para ajudar empresas atingidas pela Covid-19, diz aliado de Suga 

Ex-ministro da Economia do Japão, Heizo Takenaka. REUTERS/Kaori Kaneko

TÓQUIO (Reuters) - O banco central do Japão pode ter um papel maior no socorro à empresas que estão sofrendo com a pandemia de coronavírus, disse um ex-ministro da Economia que é aliado próximo de Yoshihide Suga, o líder na corrida para se tornar primeiro-ministro.

Heizo Takenaka disse que o Japão precisa trocar desembolsos por empréstimos para ajudar as empresas a sobreviver aos impactos da pandemia.

“Desembolsos vão deixar para trás uma enorme carga fiscal… nós precisamos trocá-los por empréstimos”, disse ele à Reuters na quinta-feira.

“O Banco do Japão pode desempenhar um papel um pouco maior”, por exemplo, emprestando diretamente a empresas atingidas pela pandemia, disse ele.

O banco central atualmente tem uma linha de crédito que encoraja as instituições financeiras a emprestar mais para empresas, mas não oferece empréstimos a elas diretamente.

Sobre a política de juros negativos do Banco do Japão, Takenaka disse que embora o banco central ainda tenha espaço para reduzir ainda mais as taxas, “é difícil prever o quanto isso seria eficaz”.

Takenaka, que atualmente é professor da Universidade de Toyo e membro de um painel do governo sobre investimentos futuros, tem a atenção de Suga devido a um relacionamento que remonta à época em que Takenaka era o ministro encarregado dos serviços financeiros, no início dos anos 2000s.

A visão de Takenaka pode influenciar as políticas econômicas de Suga, que é o favorito ao cargo de primeiro-ministro do Japão após o atual, Shinzo Abe, ter tomado a abrupta decisão de renunciar.

Por Kaori Kaneko e Antoni Slodkowski

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up