for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Não necessariamente há relação causal entre volatilidade cambial e aumento de minicontratos, diz Campos Neto

Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento em São Paulo 08/08/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta sexta-feira que não há necessariamente relação causal entre o aumento da volatilidade cambial e da proporção de minicontratos no volume total negociado, conforme apresentação exibida em evento promovido pelo Santander Corporate & Investment Banking.

Segundo Campos Neto, esses movimentos têm coincidido no mercado local, mas ele pontuou que, em outros mercados, o crescimento de minicontratos geralmente aumenta a liquidez e reduz os spreads de lances e ofertas.

O presidente do BC exibiu um gráfico segundo o qual a volatilidade do real tem se descolado da observada para outras moedas emergentes desde meados de abril.

Campos Neto também repetiu nesta sexta-feira que o espaço remanescente para estímulo à política monetária, se existente, deve ser pequeno.

O BC vem comunicando essa mensagem desde a última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em agosto, quando reduziu a Selic em 0,25 ponto, ao patamar atual de 2% ao ano. A próxima reunião do Copom acontece em 15 e 16 de setembro.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up