for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Wall St fecha em baixa em meio a contínua pressão sobre Nasdaq

A Bolsa de Valores de Nova York. 13/04/2020. REUTERS/Andrew Kelly.

NOVA YORK (Reuters) - O índice Nasdaq encerrou em queda nesta sexta-feira, embora bem acima de sua mínima da sessão, com as vendas diminuindo ao fim do pregão, depois de investidores se desfazerem desde a véspera de papéis de pesos pesados da tecnologia em razão de preocupações com preços altos no mercado e uma recuperação econômica irregular.

Os principais índices recuperaram algum terreno ao fim da tarde, mas num dia de volatilidade.

Na sua mínima do dia, o índice Nasdaq, fortemente concentrado em tecnologia, caiu 9,9% em relação à máxima recorde alcançada na quarta-feira e o S&P 500 recuou brevemente abaixo do seu recorde pré-crise, alcançado em fevereiro, embora também tenha fechado bem acima das mínimas da sessão.

Empresas de grande capitalização, como Apple Inc, Microsoft Inc, Amazon.com Inc e Facebook Inc também reduziram as perdas, embora desse grupo apenas a Apple tivesse registrado um ganho muito pequeno na sessão.

“Você teve uma venda acentuada na quinta-feira, alguma continuação pela manhã (do pregão desta sexta) e então nos estabilizamos. A venda foi bem significativa”, disse Michael Antonelli, estrategista de mercado da Baird em Milwaukee.

Mais cedo, o relatório de emprego do Departamento do Trabalho mostrou que a taxa de desemprego caiu para 8,4%, de 10,2% em julho, recuo mais acentuado do que o previsto pelos economistas. A criação líquida de postos de trabalho, porém, veio abaixo do esperado.

O Dow Jones caiu 0,56%, para 28.133,31 pontos, o S&P 500 perdeu 0,81%, para 3.426,96 pontos, e o Nasdaq recuou 1,27%, para 11.313,13 pontos e o Nasdaq recuou 1,27%, para 11.313,13 pontos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up