for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações da China têm maior queda semanal em oito por disputa com EUA

XANGAI (Reuters) - Os índices acionários da China recuperaram terreno e fecharam em alta nesta sexta-feira, embora o índice de Xangai tenha registrado a maior queda semanal em oito já que os desentendimentos com os Estados Unidos mantiveram os investidores em busca de ativos mais seguros.

Painel eletrônico em Xangai com índices acionários chineses. REUTERS/Aly Song

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,99%, reduzindo as perdas semanais para 3%.

O índice de Xangai teve alta 0,79%, depois de cair mais cedo 0,44%, terminando a semana com baixa de 2,83%, maior queda semanal desde meados de julho.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na quinta-feira que o prazo para que a empresa chinesa ByteDance venda os ativos nos EUA de seu aplicativo TikTok não será prorrogado. A ByteDance tem tentado escolher um comprador para que possa finalizar um acordo até meados de setembro e cumprir a ordem de Trump para desinvestir os ativos do TikTok.

O subíndice do setor financeiro caiu 0,22%, o de consumo ganhou 1,53%, o imobiliário perdeu 1,22% e o subíndice de saúde teve alta de 1,79%.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,74%, a 23.406 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,78%, a 24.503 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,79%, a 3.260 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,99%, a 4.627 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,01%, a 2.396 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,12%, a 12.675 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,08%, a 2.490 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,83%, a 5.859 pontos.

Reportagem de Andrew Galbraith

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up