for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Corte colombiana ordena que empréstimo de US$370 mi à Avianca seja suspenso

BOGOTÁ (Reuters) - Um tribunal colombiano ordenou a suspensão temporária de empréstimos do governo no valor de 370 milhões de dólares à Avianca Holdings, sob a lei norte-americana Capítulo 11 de insolvências, até que a companhia aérea consiga garantir que conseguirá devolver o dinheiro.

No fim de agosto, o Ministério das Finanças disse que o governo apoiaria a reestruturação da companhia aérea colombiana com o empréstimo, gerando controversa por críticas de que as garantias de pagamento não eram suficientes.

Entre a reação, uma ação judicial foi apresentada ao tribunal administrativo de Cundinamarca, pedindo que o empréstimo fosse suspenso.

Não houve resposta imediata do governo, que havia anteriormente defendido sua decisão de fazer o empréstimo, nem da Avianca, sobre a decisão da noite de sexta-feira.

Em meados de agosto, a Avianca Holdings, segunda maior companhia aérea da América Latina, lançou um plano para levantar 1,2 bilhão de dólares em novos fundos - sem incluir o pagamento de empréstimos - como parte de seu processo de reestruturação.

A Avianca tem uma frota de 158 aviões, com 19.000 funcionários e voa para 76 destinos em 27 países da América e da Europa.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up