for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Preços ao produtor na zona do euro sobem em agosto e taxa de desemprego aumenta

REUTERS/Regis Duvignau/Illustration/File Photo

BRUXELAS (Reuters) - Os preços ao produtor na zona do euro avançaram em agosto na comparação mensal como o esperado, mas ainda apresentaram recuo na base anual, enquanto o desemprego subiu como previsto pelo quinto mês seguido por causa da pandemia de coronavírus.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou nesta quinta-feira que os preços ao produtor nos 19 países que usam o euro avançaram 0,1% em agosto sobre o mês anterior, mas recuaram 2,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Economistas consultados pela Reuters esperavam alta mensal de 0,1% e queda de 2,7% na comparação anual.

Separadamente, a Eurostat informou que o desemprego na zona do euro subiu a 8,1% da força de trabalho em agosto, de 8,0% em julho, dando continuidade à tendência de alta diante da crise provocada pelo coronavírus.

Reportagem de Jan Strupczewski

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up