for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Plantio de soja em Mato Grosso avança pouco e segue com atraso por falta de chuvas

Agricultor checa plantio de soja em Primavera do Leste (MT) 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - O plantio de soja 2020/21 em Mato Grosso, maior Estado produtor do Brasil, atingiu 1,70% da área estimada, informou nesta sexta-feira o Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea), com um avanço fraco no comparativo semanal e atraso em relação a ciclos anteriores devido ao tempo seco.

No ano passado, 6,65% das áreas haviam sido semeadas até o dia 4 de outubro. Comparado aos últimos cinco anos, o atraso é ainda maior, considerada a média de 9,59% para o período.

Na semana anterior, quando a semeadura estava em 0,75% no Estado, o superintendente do Imea, Daniel Latorraca, já havia indicado à Reuters que o cenário era difícil devido à falta de chuvas.

Por Nayara Figueiredo

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up