for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa avança com perspectiva melhor para pauta econômica

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta terça-feira, refletindo um alívio político após conciliação entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que prometeram voltar a trabalharem juntos na agenda econômica do governo.

REUTERS/Paulo Whitaker

Às 11:06, o Ibovespa subia 0,93%, a 96.979,13 pontos. O volume financeiro era de 5,55 bilhões de reais.

Após uma escalada nas tensões nas últimas semanas, Maia e Guedes saíram de um jantar com outras autoridades na segunda-feira trocando elogios e pedidos de desculpas, sinalizando um alinhamento para tocar a pauta econômica do governo, principal em relação ao prosseguimento da agenda de reformas e ao Renda Cidadã.

Depois do jantar, Maia escreveu em suas redes sociais, sem citar Guedes, que “a situação fiscal do Brasil hoje requer união, diálogo e equilíbrio”.

O relator do Orçamento de 2021, senador Márcio Bittar (MDB-AC), também afirmou na véspera, após reunião com Guedes, que nova proposta do Renda Cidadã deve ser apresentada na quarta-feira.

Para Jason Vieira, economista-chefe da Infinity Asset, a conciliação “parece trazer o alento necessário para além da questão de governabilidade de curto prazo, mas especialmente, para o avanço das reformas estruturais.”

“O que realmente importa é a perspectiva de avanço das reformas e de uma responsabilidade fiscal coerente, pois o baixo nível da discussão política recente tem sido um elemento a mais de volatilidade no mercado financeiro, afastando o investidor internacional de potenciais investimentos de longo prazo”, afirmou Vieira em nota.

Enquanto isso, no ambiente externo a alta hospitalar do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, era vista como um sinal positivo, após ele testar positivo para coronavírus na semana passada.

Investidores também continuavam otimistas com a aprovação de um novo pacote de estímulos por parlamentares dos EUA para combater os efeitos econômicos da pandemia de Covid-19.

DESTAQUES

- EMBRAER ON saltava 7,3%. O Bradesco BBI elevou o rating da companhia para “neutro”, de “underperform” anteriormente, afirmando que a Embraer possui caixa suficiente para superar a pandemia de Covid-19 e se reajustar ao mercado após o fracasso do acordo com a Boeing.

- BRASKEM PNA disparava 7,4%, após o Morgan Stanley elevar a recomendação dos papéis para “overweight” ante “equalweight”.

- AZUL PN ganhava 5,6%, após informar na noite de segunda-feira que seu tráfego de passageiros consolidado em setembro subiu 23,5% ante agosto, estendendo a recuperação dos últimos meses. GOL PN, que também reportou recuperação no tráfego na véspera, subia 6,9%.

- IRB BRASIL ON tinha queda de 3,2%, em sessão de ajustes. Os papéis da companhia subiram mais de 15% em outubro até o fechamento de segunda-feira.

- OI ON, que não está no Ibovespa, subia 1,8%. O juiz encarregado por sua recuperação judicial deu prazo de 12 meses para o encerramento da reestruturação de suas subsidiárias, após aprovar aditamento ao plano de reestruturação aprovado em assembleia de credores.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Edição Alberto Alerigi Jr.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up