for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ex-policial acusado da morte de George Floyd é solto após pagar fiança de US$1 milhão

Derek Chauvin, ex-policial de Mineápolis acusado pela morte de George Floyd 03/06/2020 Minnesota Department of Corrections/Handout via REUTERS

(Reuters) - O ex-policial de Mineápolis Derek Chauvin, acusado pela morte do homem negro de 46 anos George Floyd, foi solto de uma penitenciária após pagar fiança de 1 milhão de dólares, de acordo com os registros do tribunal.

Chauvin é acusado de assassinato de segundo e terceiro graus e homicídio culposo pela morte de Floyd em 25 de maio, em Minneápolis, por ter se ajoelhado sobre o pescoço dele por quase nove minutos. Vídeos do incidente geraram protestos em todo o país e no mundo contra a brutalidade policial e o racismo.

Chauvin foi colocado em liberdade condicional, de acordo com um documento apresentado ao Tribunal Distrital do Condado de Hennepin pelo xerife do condado. Os registros do tribunal mostram que Chauvin depositou uma caução em dinheiro, garantido pela Allegheny Casualty Company.

As condições que haviam sido estabelecidas em sua audiência de fiança incluíam proibições de trabalhar na aplicação da lei e contato com a família de Floyd. Chauvin também é obrigado a renunciar a quaisquer licenças ou autorizações para uso armas de fogo.

Por Nathan Layne em Wilton, Connecticut

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up