for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações europeias tocam máxima em quase 3 semanas após ruídos sobre estímulo nos EUA elevarem ânimo global

(Reuters) - As ações europeias atingiram uma máxima em quase três semanas nesta quinta-feira, com os investidores globais depositando esperanças em mais estímulos dos Estados Unidos, mesmo diante do aumento de casos de coronavírus em todo o continente.

Bolsa de Frankfurt, Alemanha 06/10/2020 REUTERS

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,75%, a 1.425 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,78%, a 368 pontos.

O índice de referência alemão atingiu seu maior nível desde meados de setembro.

Ajudando a Europa a disparar antes do fechamento dos mercados, os índices de Wall Street avançavam depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, sinalizou progresso nas negociações de novos estímulos fiscais, dias após ter suspendido as conversas sobre um acordo mais abrangente.

No entanto, a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, disse que não haverá ajuda federal adicional para as companhias aéreas sem um pacote de auxílio maior.

Setores enfraquecidos como bancos, empresas de petróleo e gás e viagens e lazer estavam entre os maiores ganhadores. Mas as ações de tecnologia e farmacêuticas também ofereceram suporte.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,53%, a 5.978 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,88%, a 13.042 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,61%, a 4.911 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,76%, a 19.582 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,20%, a 6.992 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,04%, a 4.222 pontos.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

REUTERS LB IV

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up