for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Casa Branca defende estímulo provisório para economia enquanto negociações continuam

WASHINGTON (Reuters) - O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steve Mnuchin, e o chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, defenderam neste domingo que o Congresso do país aprove um projeto de lei com medidas de estímulo à economia pressionada pelo coronavírus que terá recursos remanescentes de um programa de pagamento de salários, enquanto as negociações sobre um pacote mais abrangente continuam.

Na carta aos membros da Câmara e do Senado, Mnuchin e Meadows disseram que a Casa Branca continuará a conversar com o líder democrata do Senado Chuck Schumer e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, mas que o Congresso deveria “votar imediatamente um projeto de lei” para permitir o uso dos recursos do programa enquanto trabalha em um pacote maior

“A abordagem do tudo ou nada é uma resposta inaceitável para o povo americano”, escreveram eles.

Pelo menos 20 republicanos do Senado disseram se opor a um plano da Casa Branca que envolve estímulo de 1,8 trilhão de dólares e que foi enviado para Pelosi.

Por Valerie Volcovici

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up