for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa tem oscilação discreta com Petrobras e bancos minando efeito positivo do exterior

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa tinha oscilação discreta nesta sexta-feira, com a queda das ações da Petrobras e de bancos minando a influência positiva dos mercados no exterior, enquanto CSN abriu a safra de balanços do índice com resultado bilionário.

Homem fotografa telão com flutuações do mercado na bolsa paulista 21/03/2019 REUTERS/Nacho Doce

Às 11:01, o Ibovespa caía 0,07 %, a 98.982,01 pontos. O volume financeiro era de 4,2 bilhões de reais.

Em Wall Street, o S&P 500 subia 0,5%, encontrando algum suporte em esperanças relacionadas a uma vacina contra o Covid-19, após a Pfizer afirmar que pode solicitar aprovação para o uso emergencial de sua vacina em novembro.

Além disso, as vendas no varejo cresceram nos EUA 1,9% em setembro, superando previsões de analistas, de alta de 0,7%, conforme pesquisa Reuters.

O presidente da casa de análises Omninvest, Roberto Attuch, também destacou que o mercado continua acompanhando de perto a novela dos estímulos fiscais nos Estados Unidos.

A pauta brasileira, por sua vez, mostrou desaceleração na queda das vendas no varejo apuradas pelo ICVA pelo quinto mês consecutivo, com a queda em 7,9% em setembro ante o mesmo mês de 2019, em dados descontando a inflação.

DESTAQUES

- CSN ON caía 0,36%, em meio a movimentos de realização de lucros, após renovar mais cedo maior cotação intradia desde janeiro de 2011, a 20,22 reais, em alta de quase 4%. A companhia divulgou na véspera Ebitda ajustado de 3,5 bilhões de reais no terceiro trimestre. A ação vinha de três pregões seguidos de alta, período em subiu 9,5%.

- USIMINAS PNA avançava 2,58%, na esteira do forte resultado da CSN, além de perspectivas de novos reajustes de preços. No setor de mineração e siderurgia, GERDAU PN subia 0,44%, enquanto VALE ON mostrava acréscimo de 0,38%.

- PETROBRAS PN e PETROBRAS ON recuavam 1,11% e 1,31%, respectivamente, em nova sessão de queda dos preços do petróleo no exterior.

- ITAÚ UNIBANCO PN e BRADESCO PN caíam 0,98% e 1,16%, respectivamente, também pesando no Ibovespa, com o setor como um todo em baixa.

- SUZANO ON valorizava-se 4,98%, com analistas citando reportagem da RISI sobre um dominante fornecedor de celulose da América do Sul ter elevado em 20 dólares por tonelada o preço de celulose branqueada de fibra curta (BHK). KLABIN UNIT subia 4,07%, também reagindo a novos desdobramentos ligados a incorporação da Sogemar.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up