for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Gestora TRX estreia captação no varejo para comprar galpões de e-commerce

Vista de galpão logístico. 19/12/2019. REUTERS/Ralph Orlowski

SÃO PAULO (Reuters) - A gestora de fundos imobiliários TRX deve concluir em dezembro a primeira captação voltada para investidores de varejo, recursos que serão usados para pagar a compra de dois galpões logísticos usados por empresas de comércio eletrônico, segundo documento da oferta.

O movimento ocorre após a TRX ter ganhado visibilidade no mercado ao vencer uma concorrência pela compra de 43 imóveis do GPA, numa operação de 1,18 bilhão de reais. Dos ativos, 39 deles foram negociados num modelo em que o vendedor desmobiliza o ativo e o aluga de volta por um prazo de 15 anos.

Com patrimônio de 460 milhões de reais no fim de setembro, o fundo TRX Real Estate FII até agora está mais concentrado em investidores institucionais. Com a nova captação, estimada em cerca de 380 milhões de reais, a TRX deve ampliar não só a base de investidores, hoje de cerca de 9 mil, mas também começar a diversificar a composição de ativos. O investimento mínimo inicial no fundo foi fixado em 1 mil reais.

Sob coordenação da Genial Investimentos e do Safra, a nova captação deve ser liquidada por volta de 15 de dezembro, dias antes do prazo acertado para pagar a compra dos galpões, um no Estado de São Paulo e outro no Rio de Janeiro.

“A aquisição desses 2 grandes imóveis logísticos vai ao encontro da estratégia do fundo e traz diversificação positiva em termos de perfil de ativos”, diz o relatório de gestão.

Por Aluísio Alves

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up