for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Pelosi e Mnuchin reduzem diferenças sobre estímulo, diz porta-voz da presidente da Câmara

A presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, Nancy Pelosi. 01/10/2020. REUTERS/Erin Scott.

WASHINGTON (Reuters) - A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, “continuaram a estreitar suas diferenças” em uma conversa por telefone de 53 minutos nesta segunda-feira sobre um novo pacote de ajuda para enfrentamento ao coronavírus, escreveu o porta-voz de Pelosi, Drew Hammill, no Twitter.

Pelosi espera que até o final da terça-feira haja “clareza” se um projeto de estímulo pode ser aprovado antes das eleições de 3 de novembro, escreveu Hammill. Ele disse que Pelosi e Mnuchin conversarão novamente na terça-feira e que o trabalho da equipe sobre o assunto continuará “24 horas por dia”.

No domingo, Pelosi disse que ainda havia divergências com o governo do presidente Donald Trump sobre um amplo pacote de alívio ao coronavírus, mas que ela estava otimista de que o projeto poderia ser aprovado antes do dia das eleições. No entanto, ela ponderou que um acordo teria de ser alcançado até o fim da terça-feira para que isso ocorresse.

A Casa Branca propôs um estímulo de 1,8 trilhão de dólares para auxiliar os norte-americanos que enfrentam os estragos econômicos da pandemia do coronavírus. Pelosi diz que a oferta ficou aquém em uma série de temas, incluindo créditos fiscais para pessoas pobres, ajuda aos governos estaduais e locais, proteção ao trabalhador e auxílio-aluguel. Ela manteve sua demanda por um pacote de alívio e estímulo de 2,2 trilhões de dólares.

O Congresso aprovou meses atrás 3 trilhões de dólares em programas de alívio ao coronavírus, e muitos dos republicanos que controlam o Senado relutam em endossar outro expressivo projeto de lei para enfrentamento à Covid-19.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse que o Senado votaria na quarta-feira uma proposta de 500 bilhões de dólares para áreas específicas com necessidades.

McConnell afirmou que o Senado também terá uma votação separada na terça-feira sobre uma nova rodada de financiamento do PPP (na sigla em inglês), um popular programa lançado no início da pandemia com apoio bipartidário para fornecer empréstimos a pequenas empresas.

No entanto, os democratas do Senado esperam um pacote de auxílio geral ainda maior. O líder democrata do Senado, Chuck Schumer, classificou o plano republicano de “mirrado”, mencionando que ele abandona os governos estaduais e locais necessitados e não prevê financiamento adequado para o seguro-desemprego. Os democratas do Senado obstruíram propostas semelhantes no mês passado.

Em comentários ao Senado, McConnell criticou Pelosi por sua postura de “tudo ou nada”, na avaliação dele, em torno da aprovação de mais auxílio à Covid-19. “O ato do porta-voz da Maria Antonieta precisa terminar”, afirmou.

Reportagem adicional de Richard Cowan em Washington

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up