for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações europeias sobem com balanços compensando temores sobre lockdowns

(Reuters) - As ações europeias subiam nesta terça-feira, uma vez que os fortes ganhos do banco suíço UBS, da gigante do consumo Reckitt Benckiser e de outras empresas compensavam preocupações em relação a restrições de combate ao coronavírus mais rígidas em todo o continente e dúvidas sobre novos estímulos nos Estados Unidos.

Bolsa de Frankfurt, Alemanha 19/10/2020 REUTERS

Às 8:04 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,07%, a 1.419 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 0,02%, a 367 pontos.

A Irlanda anunciou algumas das restrições relacionadas à Covid-19 mais duras da Europa na segunda-feira, enquanto Itália, Espanha e Reino Unido também impuseram restrições para limitar a propagação de novos casos de coronavírus, que agora ameaça prejudicar uma recuperação econômica emergente.

“O que provavelmente veremos são preocupações sobre o crescimento de curto prazo, e não ficaria surpreso se víssemos fraqueza nos mercados devido a isso”, disse Nick Peters, gerente de portfólio de múltiplos ativos da Fidelity International.

Os balanços eram um ponto positivo. O UBS subia 2,6%, uma vez que registrou um salto de 99% no lucro trimestral, enquanto o banco sueco Swedbank ganhava 0,3% depois de reportar um aumento maior do que o esperado no lucro líquido trimestral.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,28%, a 5.901 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,33%, a 12.811 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,40%, a 4.948 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,37%, a 19.445 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,88%, a 6.920 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,24%, a 4.208 pontos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up