for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações da China recuam com pressão dos setores de consumo e saúde, registrando perda semanal

XANGAI (Reuters) - As ações da China fecharam em baixa nesta sexta-feira, registrando perdas semanais, com os investidores realizando lucros em ações de consumo e saúde devido a preocupações com valorizações elevadas.

Pedestres passam por telão com flutuações dos mercados chineses na cidade de Xangai 16/05/2019 REUTERS/Aly Song

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 1,25%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,04%.

Na semana, os índices perderam 1,25% e 1,8%, respectivamente.

O subíndice de saúde do CSI300 e o setor de produtos básicos para o consumidor foram os que mais caíram, fechando em baixa de 3,4% e 2,3%, respectivamente.

Analistas disseram que havia preocupações com as altas valorizações em alguns setores, incluindo consumo, saúde e tecnologia, que tiveram ganhos robustos até agora neste ano.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,54%, a 24.918 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,04%, a 3.278 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,25%, a 4.718 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,24%, a 2.360 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,14%, a 12.898 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,36%, a 2.537 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,11%, a 6.167 pontos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up