for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Aqua Capital fecha acordo para venda da Fertiláqua

06/08/2019. REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - A Aqua Capital, maior fundo de private equity focado em agronegócio e alimentos da América Latina, informou nesta segunda-feira que vendeu a Fertiláqua, uma das principais empresas de nutrição de plantas do Brasil, de acordo com comunicado enviado à Reuters.

A compradora é a ICL, empresa de suplementos minerais e químicos de Israel, que pagou 120 milhões de dólares pelo ativo, com adição de um potencial bônus de performance de 10%, segundo o comunicado.

A operação vai guiar a expansão dos negócios da ICL em nutrição de plantas no Brasil, um dos principais mercados agrícolas do mundo e produtor líder de commodities como soja, açúcar e café. A Aqua Capital havia adquirido a Fertiláqua em 2013.

“A negociação em meio à pandemia de Covid-19 trouxe mais desafios”, disse Sebastian Popik, sócio-gerente da Aqua Capital, em entrevista após o fechamento do acordo. “Houve a volatilidade cambial e tudo foi feito remotamente, já que ninguém da equipe israelense pôde vir para cá.”

A Aqua possui 650 milhões de dólares sob gestão e fatias controladoras em 13 empresas do agronegócio, incluindo produtoras e distribuidoras de insumos, empresas de laticínios e uma importadora e distribuidora de vinhos. Combinados, os negócios pertencentes à Aqua geram receita de 1,2 bilhão de dólares e empregam mais de 6 mil pessoas.

Popik disse à Reuters que o acordo para a venda da Fertiláqua, que distribui insumos através de revendedores em todo o país, foi fechado com a ICL após cerca de seis meses de negociações.

A Aqua deve anunciar a aquisição de um novo negócio de distribuição de insumos agrícolas ainda neste ano, afirmou Popik. Ele preferiu não revelar detalhes do acordo iminente, já que ainda não houve um anúncio público.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up