for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

EUA e Vietnã assinam acordo de US$500 mi para formar "Consórcio de Carne Suína"

Venda de carne suína em mercado em Hanói, Vietnã 18/03/2020 REUTERS/Kham

HANÓI (Reuters) - A Aliança Comercial do Vietnã, um grupo de compradores e produtores do país asiático, assinou nesta quarta-feira um pacto para adquirir até 500 milhões de dólares em carne suína dos Estados Unidos em três anos, segundo a embaixada norte-americana em Hanói.

Um memorando de entendimento chamado de “Consórcio EUA-Vietnã de Carne Suína” foi assinado com a Smithfield Foods e outros produtores norte-americanos da proteína durante o evento virtual Indo-Pacific Business Forum.

O suíno representa três quartos do consumo total de carnes do Vietnã, um país com 96 milhões de pessoas onde a maior parte dos porcos criados em fazendas é consumida domesticamente.

O país do Sudeste Asiático está reconstruindo seu plantel após um surto de peste suína africana, inicialmente detectado em fevereiro do ano passado, forçar o abate de milhões de animais, que representavam 20% da criação local. Em maio, o Vietnã anunciou a compra de 20 mil fêmeas do animal da Tailândia.

A Aliança Comercial do Vietnã comprará carne suína resfriada e congelada dos EUA, além de produtos derivados para processamento e distribuição no mercado vietnamita, indicou o comunicado.

As importações de carne suína dos EUA pelo Vietnã avançaram para 35 milhões de dólares nos oito primeiros meses deste ano, ante 4 milhões de dólares em 2015, acrescentou a nota.

“Essa atividade de exportação ajudará a aumentar as exportações totais de produtos agrícolas dos EUA para o Vietnã e a abordar o desequilíbrio comercial EUA-Vietnã, além de apoiar diretamente agricultores, pecuaristas e empresas de processamento norte-americanas”, afirmou a embaixada.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up