for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa tem maior perda diária desde abril com aflição sobre nova onda de Covid-19

Operador durante sessão da bolsa de valores de São Paulo 18/05/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou com a maior queda diária percentual desde abril nesta quarta-feira, devolvendo boa parte dos ganhos de outubro, em meio a temores de que o crescimento de casos de Covid-19 no mundo resulte em novas medidas de confinamento, e, assim, complique a recuperação das economias.

No Brasil, resultados corporativos, entre eles números robustos da Gerdau, foram ofuscados pelas vendas generalizadas na bolsa paulista, em sessão que ainda prevê a divulgação dos balanços de companhias como Vale, Petrobras e Bradesco, além de decisão de política monetária.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 4,22%, a 95.399,45 pontos, com todos os 77 papéis de sua carteira em queda, ampliando as perdas na semana para quase 6%. No mês, acumula agora elevação de menos de 1%. Os dados são preliminares e não consideram o ajuste de fechamento.

O volume financeiro somava 27,2 bilhões de reais.

Por Paula Arend Laier

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up