for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Bradesco vê resultado voltando a patamares de 2019 no próximo ano

26/07/2018 REUTERS/Sergio Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - O Bradesco deve ver seu lucro voltando para patamares de antes da pandemia no ano que vem, disse o presidente-executivo Octavio de Lazari a jornalistas nesta quinta-feira, caso a pandemia de coronavírus não piore.

O segundo maior banco privado do Brasil divulgou lucro líquido de 5,031 bilhões de reais na quarta-feira, cerca de 15% acima da média de estimativas de analistas, segundo dados da Refinitiv, mas 23,1% abaixo do lucro do ano anterior.

“A vida voltará à normalidade, continuaremos sendo habitantes deste planeta”, disse Lazari, acrescentando que os ganhos com os empréstimos devem aumentar em 2021, enquanto o custo manterá uma tendência de queda.

O Bradesco planeja fechar cerca de 400 agências este ano e mais fechamentos são esperados para 2021, embora Lazari afirme que o número deva ser menor.

A taxa de inadimplência do banco deve atingir um pico no primeiro semestre de 2021, disse ele, mas o Bradesco vê suas provisões extraordinárias em níveis adequados para enfrentá-la.

Apesar de manter algum otimismo para 2021, o banco divulgou nesta quinta-feira uma previsão mais cautelosa para seus resultados de 2020.

O Bradesco vê a margem financeira crescendo menos que sua carteira de crédito. O banco anteriormente previa aumento em linha com os de empréstimos.

O Bradesco disse ainda que os resultados da unidade de seguros e as receitas de tarifas devem estar sob pressão.

As ações preferenciais do Bradesco caíam 2% nesta manhã, em comparação com queda de 0,4% do Ibovespa.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up