for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

StoneX eleva previsão de exportação de soja do Brasil a 82,5 mi t em 2020

SÃO PAULO (Reuters) - A consultoria StoneX revisou nesta terça-feira sua estimativa de produção da última safra brasileira de soja (2019/20), o que permitiu também um aumento da previsão de exportação do país neste ano, com o câmbio impulsionando os negócios em momento de baixa oferta em que se fala sobre importações pelo Brasil nos Estados Unidos.

Colheita de soja em Primavera do Leste (MT) 07/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker

A produção do país em 2019/20 passou de 123,74 milhões de toneladas na previsão de outubro para 124,35 milhões de toneladas, enquanto a projeção de exportação em 2020 aumentou de 82 milhões para 82,5 milhões de toneladas.

“Tem o nosso câmbio favorável e a safra 19/20 praticamente toda negociada, mercado interno com grande dificuldade de originar soja para atender o final de ano”, comentou a analista Ana Luiza Lodi, em entrevista à Reuters.

A exportação no ano estaria ainda abaixo do recorde de 2018, quando o Brasil embarcou mais de 83 milhões de toneladas, mas as 74 milhões de toneladas de 2019 ficam bem para trás.

A revisão na safra foi realizada após um ajuste na produção apurado em Goiás.

“Mesmo com mais esse aumento no número da safra 2019/20... a perspectiva de uma oferta extremamente limitada de soja no final deste ano continua”, ponderou a analista da StoneX, que já havia elevado a estimativa da última safra na projeção de outubro em relação a setembro.

Da mesma forma que o câmbio favorece exportações, limita compras externas.

Ainda assim, a StoneX projeta importações de 1 milhão de toneladas, volume estável ante outubro mas um salto ante as 140 mil de 2019, com os países do Mercosul sendo os grandes fornecedores.

Ela disse ainda que, para importar soja dos Estados Unidos, a transação teria que garantir que a carga estivesse livre de variedades transgênicas aprovadas no país da América do Norte, mas que ainda não têm aval no Brasil, algo que pode não ser tarefa fácil.

“Se chegar aqui e tiver essas variedades (não aprovadas), o que acontece?”, afirmou.

A Reuters tem questionado órgãos do governo sobre o assunto, mas não tem obtido resposta desde a semana passada.

Neste início de semana, um carregamento de soja dos Estados Unidos foi realizado com destino ao Brasil, de acordo com informações de agência marítima.

NOVA SAFRA

O plantio da soja 2020/21 do Brasil avançou rapidamente após um atraso inicial, e a estimativa da nova safra do país foi elevada para 133,48 milhões de toneladas, ante 132,61 milhões de toneladas na previsão do mês anterior, apontou a consultoria StoneX em relatório nesta terça-feira.

O aumento na projeção vem em decorrência de ajustes em área e em produtividade, acrescentou.

A área plantada total passou de 38 milhões para 38,14 milhões de hectares, com aumentos em Goiás e em Estados do Matopi (Maranhão, Tocantins e Piauí) e Pará, disse a Stonex.

O rendimento nacional projetado teve um leve aumento, de 3,49 para 3,5 toneladas por hectare.

Para 2021, a StoneX projeta exportações de 81 milhões de toneladas.

Já a produção total de milho 2020/21 foi estimada em recorde de 111,1 milhões de toneladas, considerando o crescimento esperado na segunda safra, em meio a uma redução na colheita do verão devido ao tempo seco no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Na temporada anterior, o Brasil produziu 102,29 milhões de toneladas do cereal, segundo números da Stonex.

O aumento da produção, de cerca de 9 milhões de toneladas, ocorrerá desde que a segunda safra não “registre maiores problemas”, disse a analista.

Já a safra de verão foi reduzida de 27,9 milhões para 27,1 milhões de toneladas, mesmo com um aumento de 50 mil hectares na estimativa para a área plantada, enquanto a colheita de inverno foi projetada em 82,34 milhões de toneladas, aumento de 10,75% frente à safra 2019/20, de acordo com a primeira estimativa da consultoria para a “safrinha”.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up