for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Incêndio em transformador afeta fornecimento de energia no Amapá

SÃO PAULO (Reuters) - Um incêndio em transformador de energia em subestação de Macapá, que resultou na perda total na unidade na noite de terça-feira, deixou sem luz a capital do Amapá, e as autoridades ainda tentam restabelecer eletricidade em várias áreas desde o incidente, informou nesta quarta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, estabeleceu gabinete de crise e viaja ao Amapá nesta quarta-feira 10/10/2019 REUTERS/Ian Cheibub

Devido ao ocorrido, houve o desligamento automático das linhas de transmissão Laranjal/Macapá C1 e C2, assim como das usinas hidrelétricas Coaracy Nunes e Ferreira Gomes.

“Com isso, identificou-se que houve uma interrupção de cerca de 250 MW de carga de energia, afetando a capital do Amapá, Macapá”, disse o ONS.

No início da manhã de quarta-feira, foi iniciada a recomposição parcial das cargas da usina hidrelétrica Coaracy Nunes.

“O ONS está coordenando os agentes envolvidos e acompanhando a situação para que haja o mais rápido restabelecimento possível do fornecimento de energia na região”, afirmou.

Uma fonte com conhecimento do assunto disse à Reuters que há dificuldades no restabelecimento total da eletricidade.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) não pôde ser contatada imediatamente.

“A CEA não tem responsabilidade pelo que ocorreu, não foram os ativos de distribuição que falharam, pegou fogo num transformador de uma subestação”, acrescentou a fonte, que falou na condição de anonimato.

Em nota publicada nesta quarta, o Ministério de Minas e Energia disse que expediu uma portaria instituindo um gabinete de gestão de crise, que visa o “rápido restabelecimento de condições normais de fornecimento de energia ao Estado”.

Coordenado pela pasta, o gabinete contará com participação do ONS, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Eletrobras e da LMTE, agente titular da concessão de transmissão.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e os membros do gabinete de crise viajam nesta quarta para o Amapá para avaliar “in loco” a situação energética do Estado, acrescentou o ministério.

Por Rodrigo Viga Gaier

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up