for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

GM supera previsões de lucro com apoio de picapes, utilitários e retomada da China

Linha de montagem de motores da GM nos EUA REUTERS/Rebecca Cook

BANGALORE, Índia (Reuters) - A General Motors reportou lucro trimestral mais forte do que o esperado nesta quinta-feira, impulsionado pela demanda por picapes e utilitários esportivos (SUVs) nas vendas nos Estados Unidos e na China.

A empresa também disse que vai gerar fluxo de caixa de 7 bilhões a 9 bilhões de dólares no segundo semestre, já que as vendas em seus dois maiores mercados se recuperaram mais rápido que o previsto dos efeitos globais do coronavírus.

A presidente-executiva da GM, Mary Barra, disse a jornalistas que os resultados foram impulsionados pela “recuperação da indústria mais rápida e mais forte do que o esperado nos EUA e na China, e fortes vendas no varejo dos EUA”.

As vendas da GM nos EUA no terceiro trimestre caíram 10% devido à pandemia, mas os resultados melhoraram a cada mês. Na China, as vendas da GM no trimestre aumentaram 12%, seu primeiro crescimento trimestral de vendas em dois anos.

A montadora relatou lucro líquido de 4 bilhões de dólares, no trimestre, ante 2,35 bilhões um ano antes. Excluindo itens pontuais, a GM lucrou 2,83 dólares por ação, acima dos 1,38 dólar por ação esperados por analistas, de acordo com dados da Refinitiv.

A GM pagou 5,2 bilhões de dólares de suas linhas de crédito rotativo no trimestre, e outros 3,9 bilhões em outubro. A empresa fechou setembro com 37,8 bilhões de dólares em liquidez.

Ford e Fiat Chrysler já tinham divulgado resultados trimestrais mais fortes do que o esperado. Barra disse que a GM segue negociando com a fabricante de veículos elétricos e células de combustível Nikola Corp, mas um acordo para a produção de picapes elétricas não foi atingido.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up