for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Indústria de defensivos deve fechar 2020 com queda de 12% em receita, para US$ 12 bi

Aplicação de defensivo agrícola em plantação na região de Brasília (DF) 06/08/2019 REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - O faturamento da indústria de defensivos agrícolas do Brasil deve alcançar cerca de 12 bilhões de dólares neste ano, queda de 12% em relação ao total de 2019, com impacto do câmbio e de preços mais baixos dos insumos em meio à pandemia, estimou nesta quinta-feira à Reuters o sindicato do setor.

A alta do dólar está sendo um “importante desafio” para a indústria de defensivos, que não conseguiu ainda repassar todo aumento de custos com dólar mais alto, afirmou o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg).

Somente no terceiro trimestre do ano, houve queda de 18% no faturamento da indústria, ante igual período de 2019, atingindo 1,39 bilhão de dólares.

Por Nayara Figueiredo

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up