for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Vendas de soja 20/21 do Brasil atingem 55,1% da produção esperada, diz Safras

Colheita de soja em Porto Nacional (TO) 24/03/2018 REUTERS/Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização da safra de soja 2020/21 do Brasil atingia até esta sexta-feira 55,1% da produção projetada, indicou a consultoria Safras & Mercado, reportando um avanço de 2,2 pontos percentuais em relação à sua estimativa de outubro.

Os números continuam superando significativamente os registrados em safras anteriores. Em igual período do ano passado, 34,6% da safra havia sido negociada, enquanto a média histórica para este momento é de 30,3%, de acordo com a Safras.

“Levando-se em conta uma safra estimada em 133,517 milhões de toneladas, o total de soja já negociado é de 73,557 milhões de toneladas”, afirmou a consultoria em comunicado.

Em relação à safra 2019/20, a comercialização avançou de 98,4% para 98,7%, ante nível de 95,2% na safra anterior e 93,7% na média normal para o período.

Considerando uma projeção de 125,339 milhões de toneladas, o total já negociado por parte dos produtores chega a 123,667 milhões de toneladas, disse a Safras.

Os produtores brasileiros aproveitaram condições favoráveis às exportações, como a desvalorização do real frente ao dólar e a firme demanda da China, para embarcar mais de 80 milhões de toneladas da oleaginosa para o mercado externo neste ano.

Isso tem contribuído para uma escassez da commodity no mercado doméstico, que para regular a oferta e tentar evitar novos aumentos nos preços locais está importando soja até mesmo dos Estados Unidos, além dos volumes comprados nos vizinhos do Mercosul.

Por Gabriel Araujo

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up