for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ministério da Agricultura determina retorno de equipes a trabalho presencial

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina 15/07/2020 REUTERS/Adriano Machado

SÃO PAULO (Reuters) - A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, determinou a volta ao trabalho presencial de servidores e empregados comissionados da pasta, após meses em que um regime de trabalho remoto foi autorizado devido à pandemia de coronavírus.

O retorno das atividades presenciais deverá seguir regras para “evitar a aglomeração de pessoas” e garantir a continuidade da execução de atividades essenciais do ministério, de acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

Por outro lado, haverá possibilidade de execução de trabalho remoto para servidores com fatores de risco para a Covid-19, como idade acima de 60 anos, gestantes e pessoas com algumas doenças, entre outros.

Viagens internacionais do ministério seguem suspensas, exceto para aquelas autorizadas a critério da secretaria-executiva, mediante justificativa, enquanto viagens domésticas estão mantidas, embora seja recomendada redução “na medida do possível”.

Reuniões deverão ser realizadas preferencialmente por vídeo conferência ou meios eletrônicos, mas a pasta definiu algumas regras para eventuais reuniões presenciais, enquanto eventos permanecem suspensos.

Entre as medidas previstas para reduzir riscos no retorno ao trabalho presencial estão a manutenção de distanciamento social mínimo de um metro entre os funcionários ou ocupação de escritórios limitada a 50% da capacidade.

Por Luciano Costa

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up