for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Venda antecipada de soja do Brasil atinge 53,4%; milho tem recorde, diz Datagro

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização antecipada da safra de soja 2020/21 do Brasil havia atingido 53,4% da produção esperada até 6 de novembro, avanço mensal de 3,4 pontos percentuais, indicando também fluxo recorde para o período em meio a preços em máximas históricas, disse a consultoria Datagro nesta sexta-feira.

Navio carregado com soja no porto de Santos (SP) 19/05/2015 REUTERS/Paulo Whitaker

Com base no índice, o Brasil (maior produtor e exportador global de soja) já comercializou 71,76 milhões de toneladas da safra que será colhida a partir de janeiro de 2021, completou a consultoria, com base em sua estimativa de produção.

O ritmo de vendas antecipadas supera o marco anterior para esta época, de 43,4%, em 2016.

Nesse mesmo momento, em 2019, o comprometimento pelos produtores estava em 33,1% e a média de cinco anos é de 30,3%.

“A confirmação de nossa projeção de elevação nos preços, atingindo novos recordes, manteve o mercado ativo de interesse comprador, mais particularmente com a destinação ao consumo doméstico”, disse o coordenador da Datagro Grãos, Flávio Roberto de França Junior.

“Os volumes só foram limitados mesmo exatamente pelo estágio já muito adiantado das vendas na temporada”, acrescentou.

Já os negócios da safra 2019/20 da oleaginosa no Brasil estão praticamente finalizados, atingindo 98,7% até dia 6.

MILHO

A comercialização da safra de verão 2020/21 de milho no centro-sul do Brasil atingiu 21,2% da produção esperada, um recorde para o período, disse a Datagro, que sinalizou avanço de 2,6 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

Em 2019, as vendas do cereal alcançavam neste momento 5% da produção esperada, enquanto a média histórica para o período é de 3,2%, acrescentou a consultoria, notando “avanços expressivos”.

A safra de inverno 2020/21 de milho, por sua vez, já possui vendas de 38,7% da produção estimada, contra 35,4% no mês anterior, 26% em 2019 e 15% na média histórica de cinco anos.

A Datagro vê a produção total de milho do Brasil em 2020/21 em um recorde de 114,48 milhões de toneladas, sendo 27,76 milhões de toneladas na primeira safra e 86,71 milhões na segunda, conforme atualização realizada na semana passada.

A maior parte dessa produção está concentrada no centro-sul.

Em relação à temporada 2019/20, com negócios também próximos do fim, a Datagro apontou vendas de 97,2% da safra de verão do centro-sul, enquanto o comprometimento da safra de inverno atingiu 87,5% da produção.

Por Roberto Samora

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up