for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa chega a superar 106 mil pontos com exterior favorável em dia de vencimento de opções

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa chegou a superar os 106 mil pontos pela primeira vez desde março nesta segunda-feira, com Petrobras entre as maiores contribuições e na esteira do clima mais favorável no exterior por notícias de avanços em vacina contra o coronavírus.

03/04/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

Às 11:57, o Ibovespa subia 0,6%, a 105.355,8 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 106.255,88 pontos.

O volume financeiro era de 14,6 bilhões de reais, em pregão também marcado pelo vencimento de opções sobre ações.

No exterior, a farmacêutica Moderna anunciou nesta segunda-feira que sua vacina experimental é 94,5% eficaz na prevenção da Covid-19, com base em dados preliminares de um estudo clínico em estágio avançado.

A Guide Investimentos ressaltou também declarações da nova equipe de consultores da Casa Branca de que um lockdown nacional não está em seus planos.

“No pano de fundo, dados de atividade continuaram mostrando uma retomada robusta na China, enquanto a situação delicada do quadro sanitário na Europa e nos EUA segue como principal ponto de preocupação para investidores”, acrescentou a clientes.

Ainda no exterior, 15 economias da Ásia-Pacífico formaram o maior bloco de livre comércio do mundo no domingo, um acordo apoiado pela China e que exclui os Estados Unidos.

Em Wall Street, o S&P 500 avançava 0,4%.

DESTAQUES

-PETROBRAS ON e PETROBRAS PN subiam 3,97% e 3,71%, respectivamente, em meio ao avanço do petróleo e também anúncio da companhia sobre início de processo para venda de 50% de sua participação nas concessões do importante Polo Marlim, em águas profundas da Bacia de Campos.

- AZUL PN subia 3,79%, mesmo após prejuízo de mais de 1,2 bilhão de reais no terceiro trimestre, com sinais de recuperação da demanda e sessão positiva para o setor aéreo como um todo, em meio a esperanças relacionadas a vacinas. GOL PN avançava 3,89%.

- CVC BRASIL ON caía 2,35%, também tendo de pano de fundo resultado do terceiro trimestre, com prejuízo líquido consolidado de 215,5 milhões de reais.

- TOTVS ON recuava 3,97%, após a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) autorizou os fundadores da Linx a votar na assembleia sobre a oferta de aquisição feita pela StoneCo marcada para terça-feira. A Totvs e a StoneCo estavam disputando desde agosto a Linx. LINX ON perdia 3,07% e STONECO, que é negociada em Nova York, avançava 0,6%. Analistas do Bradesco BBI avaliam que a decisão da CVM eleva as chances de um desfecho bem-sucedido a favor StoneCo.

- ITAÚ UNIBANCO PN valorizava-se 2,99%, reforçando a alta do Ibovespa, com o setor de bancos como um todo no azul. BRADESCO PN subia 2,89%.

- VALE ON tinha acréscimo de apenas 0,05%, com o sinal positivo prevalecendo no setor de mineração e siderurgia no Ibovespa, em meio à alta dos preços do minério de ferro e do aço na China.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up