for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ações europeias recuam após pico recente por preocupações globais sobre vírus

(Reuters) - As ações europeias caíam nesta quinta-feira, já que os investidores temiam outra rodada de paralisações devido ao aumento dos casos de coronavírus em todo o mundo, com as ações cíclicas vinculadas ao crescimento liderando as perdas nos mercados regionais.

Bolsa de Frankfurt. REUTERS/Kai Pfaffenbach

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,72%, a 1.497 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,75%, a 388 pontos, recuando de uma máxima em oito meses atingida nesta semana.

Mineradoras, empresas de viagens, petróleo e gás e bancos, setores que se avançaram fortemente em novembro em meio a dados positivos sobre vacinas para a Covid-19, perderam quase 2%.

As ações de mídia avançaram, enquanto o setor de serviços públicos e empresas de tecnologia registraram leves perdas.

“Com o aumento das taxas de infecção e hospitalização e o risco de que as restrições atuais permaneçam em vigor ou sejam prorrogadas até 2021, a probabilidade de que qualquer dano econômico se torne permanente tende a aumentar”, disse Michael Hewson, analista-chefe de mercados da CMC Markets em nota.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,80%, a 6.334,35 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,88%, a 13.086,16 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,67%, a 5.474,66 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,40%, a 21.536,24 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,64%, a 7.930,20 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,14%, a 4.367,51 pontos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up