13 de Novembro de 2014 / às 22:08 / 3 anos atrás

Cyrela tem lucro líquido de R$179 mi no 3o tri, alta anual de 2,6%

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A construtora e incorporadora Cyrela Brazil Realty teve lucro líquido de 179 milhões de reais no terceiro trimestre, alta de 2,6 por cento na comparação anual, informou a companhia nesta quinta-feira.

O resultado teve impacto negativo de 3,5 milhões de reais com distratos e venda de terrenos, além de 27 milhões de reais em provisões jurídicas de multas por atraso de obras das safras problemáticas em fase de entrega, explicou a Cyrela em seu relatório de resultados. Segundo a empresa, foram efeitos não recorrentes.

A média das estimativas de analistas obtidas pela Reuters apontava para lucro de 185,6 milhões de reais.

"O terceiro trimestre de 2014 foi marcado por eventos atípicos. A Copa do Mundo desviou o foco do país durante o mês de julho e as tensões do cenário político com relação às eleições presidenciais trouxeram volatilidade e incertezas para o mercado doméstico", afirmou a companhia.

No período, a geração de caixa da Cyrela foi de 187 milhões de reais, ante consumo de caixa de 35 milhões um ano antes.

"Boa parte" da geração de caixa está sendo direcionada para a recompra de ações, segundo a empresa. O programa aberto em junho já foi 43 por cento executado, um volume de 147,9 milhões de reais.

A receita líquida da companhia cresceu 15,7 por cento ano a ano, para 1,614 bilhão de reais.

Entre julho e setembro, os lançamentos da construtora e incorporadora (sem considerar parceiros) caíram 49,3 por cento ano a ano, enquanto as vendas tiveram declínio de 24,7 por cento.

Neste trimestre, a empresa vendeu 18,1 por cento do seu estoque pronto no início do período.

Porém, devido ao alto volume de entregas, o estoque pronto aumentou de 1,085 bilhão de reais no segundo trimestre para 1,243 bilhão no terceiro. As regiões Nordeste e Espírito Santo apresentam 35 por cento de participação no estoque pronto total.

A Cyrela reiterou que espera um aumento do estoque nos próximos trimestres, devido à concentração de entregas de safras consideradas problemáticas em 2014.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 279 milhões de reais entre julho e setembro, queda anual de 2,8 por cento.

Por Juliana Schincariol, edição Alberto Alerigi Jr. e Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below