21 de Agosto de 2015 / às 17:18 / em 2 anos

Produção de açúcar do CS atinge 2,86 mi t na 1ª quinzena, dentro das expectativas

SÃO PAULO (Reuters) - Usinas de cana do centro-sul do Brasil produziram 2,86 milhões de toneladas de açúcar na primeira quinzena de agosto, um número dentro das expectativas do mercado e ligeiramente maior do que as 2,79 milhões de toneladas da segunda quinzena de julho, segundo dados da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) divulgados nesta sexta-feira.

A produção de açúcar na primeira parte do mês na principal região produtora do maior exportador mundial do adoçante superou em 2,3 por cento o total registrado no mesmo período do ano passado, com o tempo seco favorecendo os trabalhos de colheita.

“Pela segunda quinzena consecutiva, o clima mais seco nas principais áreas produtoras facilitou as operações agrícolas, eliminando o atraso na colheita de cana observado este ano quando comparado com a safra anterior”, disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, em nota.

A moagem de cana do centro-sul do Brasil somou na primeira quinzena de agosto 47,4 milhões de toneladas, alta de 5,7 por cento ante o mesmo período de 2014 e ligeiramente abaixo do forte resultado da segunda quinzena de julho, de 49,44 milhões de toneladas.

No acumulado da safra 2015/16, o centro-sul processou 326,8 milhões de toneladas de cana, alta de 0,5 por cento ante o mesmo período da temporada anterior.

O tempo tem sido extremamente seco, com um sistema de alta pressão dominando a principal região produtora no último mês. Mas uma frente fria nesta semana começou a romper a massa de ar quente, o que vai abrir o caminho para mais precipitação a partir da próxima semana, segundo meteorologistas locais.

A produção de açúcar acumulada desde o início da temporada em abril atingiu 16,36 milhões de toneladas, cerca de 9 por cento abaixo do total registrado no mesmo período do ano passado.

Com as condições mais secas, as usinas aumentaram a quantidade de sua cana utilizada para a produção de açúcar para 44,9 por cento no início de agosto, ante 43,9 por cento no final de julho.

O diretor da Unica disse que, “apesar da moagem da atual safra estar emparelhada com aquela do último ano, a fabricação de açúcar segue defasada em mais de 1,5 milhão de toneladas”.

Nesse contexto, segundo a Unica, fica cada vez mais evidente que a produção de açúcar da safra 2015/2016 deverá ficar aquém do valor projetado inicialmente pela Unica e, ainda, inferior à quantidade registrada na safra 2014/2015, acrescentou.

A Unica previu inicialmente 31,8 milhões de toneladas de açúcar na temporada 2015/16, ante 32 milhões de toneladas no ciclo anterior.

As usinas produziram ainda 2,17 bilhões de litros de etanol na primeira quinzena deste mês, um pouco abaixo dos 2,19 bilhões de litros da segunda metade de julho, mas 6,5 por cento acima do total do mesmo período do ano passado.

No acumulado da safra, a produção de etanol soma 14,3 bilhões de litros, crescimento de 3,2 por cento ante o mesmo período do ano passado.

Por Gustavo Bonato e Reese Ewing

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below