10 de Setembro de 2015 / às 10:04 / 2 anos atrás

Economia da China enfrenta pressão, mas não pouso forçado, diz premiê

Premiê chinês, Li Keqiang, durante discurso no Fórum Econômico Mundial em Dalian, no nordeste da China. 10/09/2015 REUTERS/Jason Lee

DALIAN, China (Reuters) - A economia da China enfrenta desafios e pressão, mas não há risco de um pouco forçado, já que o governo é totalmente capaz de sustentar o crescimento, afirmou nesta quinta-feira o primeiro-ministro Li Keqiang.

Li disse ao Fórum Econômico Mundial em Dalian, no nordeste da China, que está confiante de que o governo vai alcançar suas principais metas econômicas este ano.

A China vai adotar medidas para expandir a demanda doméstica e irá implementar políticas para aumentar as importações.

Li também afirmou que a China nunca irá iniciar uma guerra cambial e que os países deveriam ampliar a cooperação econômica, já que a economia global continua lenta.

Segundo ele, os países não deveriam contar com “quantitative easing” para lidar com problemas econômicos globais.

Reportagem de Gerry Shih

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below