17 de Setembro de 2015 / às 22:50 / 2 anos atrás

Vendas de etanol hidratado crescem 55,8% no Brasil em agosto, diz Sindicom

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas de etanol hidratado no Brasil em agosto cresceram 55,8 por cento ante o mesmo mês do ano passado, com o biocombustível sendo comercializado com preços mais competitivos que a gasolina em grandes Estados consumidores do país, disse à Reuters um importante representante do setor de distribuição.

Atualmente, o etanol tem um preço vantajoso em relação à gasolina em seis Estados brasileiros, que juntos representam mais de 80 por cento das vendas de etanol do país, explicou o diretor de Mercado do Sindicato Nacional das Distribuidoras de Combustíveis (Sindicom), César Guimarães.

Os Estados são Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná e São Paulo

Com isso, as vendas de gasolina caíram 13 por cento em agosto ante o mesmo mês de 2014. No acumulado dos oito primeiros meses do ano, as vendas do combustível fóssil caíram 6,9 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

As associadas do Sindicom têm cerca de 80 por cento do mercado de distribuição de combustíveis automotivos do país.

Os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) sobre o consumo de combustíveis em agosto em todo o país ainda não foram divulgados.

MOVIMENTO DE MERCADO

Em meio ao baixo desempenho da economia brasileira neste ano, as vendas de combustíveis que compõem o Ciclo Otto (gasolina, etanol e Gás Natural Veicular-GNV), considerando a equivalência energética desses combustíveis, recuaram 3,6 por cento em agosto ante o mesmo período do ano passado.

No acumulado do ano, as vendas cresceram apenas 0,1 por cento, de acordo com Guimarães.

"Considerando a economia neste ano, eu diria que (a estabilidade) é um bom desempenho", afirmou Guimarães.

Para o diretor de Mercado do Sindicom, em 2015 as vendas de combustíveis Ciclo Otto devem permanecer estáveis em relação ao ano anterior, após anos consecutivos de forte crescimento.

Já o diesel, fortemente impactado pelo comportamento da economia, teve queda de 6,9 por cento nas vendas em agosto ante o mesmo mês de 2014 e acumula recuo de 3,3 por cento nos primeiros oito meses do ano, segundo dados do Sindicom.

Em função disso, as vendas de todos os combustíveis caíram 1,4 por cento no acumulado do ano até agosto em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo Guimarães, o Sindicom prevê que as vendas de diesel tenham queda de cerca de 3 por cento no ano.

"Nos últimos três meses, o diesel vem crescendo em relação ao mês anterior, isso é um sinal positivo, mas ainda não foi o bastante para recuperar as perdas do início do ano", afirmou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below