6 de Novembro de 2015 / às 18:29 / 2 anos atrás

Ações europeias fecham em alta após fortes dados de emprego dos EUA

MILÃO/LONDRES (Reuters) - As ações europeias fecharam o pregão desta sexta-feira em alta depois que dados melhores do que o esperado do mercado de trabalho nos Estados Unidos impulsionaram o dólar, elevando as ações ligadas às exportações, como as montadoras, embora a proprietária da Cartier, a Richemont, tenha caído após expectativa de momentos difíceis à frente.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,27 por cento, a 1.498 pontos, enquanto que o índice Euro STOXX 50 subiu 0,6 por cento. O índice DAX, da Alemanha, influenciado pelo setor exportador, avançou 0,92 por cento.

O relatório de emprego com dados fortes para outubro apontou um mercado de trabalho mais robusto nos Estados Unidos e aumentou as perspectivas de o Federal Reserve, banco central norte-americano, aumentar a taxa de juros em dezembro, pressionando Wall Street nas primeiras horas de negociação.

"Os números nos levam claramente para um aumento dos juros nos EUA em dezembro", disse o chefe de investimentos da gestora de ativos Anthilia Capital, Andrea Cuturi. "O início de um ciclo de aperto nos EUA significa que Wall Street poderia começar a ficar aquém das ações europeias conforme as políticas monetárias divergem."

Nesta semana, a chair do Fed, Janet Yellen, disse que os EUA estão prontos para juros maiores se os dados econômicos justificarem essa elevação, enquanto que na Europa o Banco Centro Europeu (BCE) fez nova promessa de aumentar o estímulo se necessário.

A Richemont caiu 5,66 por cento após alerta de um segundo semestre desafiador depois que o lucro no primeiro semestre cresceu menos do que o esperado, já que a forte demanda por joias de alta qualidade poderia não compensar as fracas vendas de relógios de luxo em Hong Kong.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,17 por cento, a 6.353 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,92 por cento, a 10.988 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,08 por cento, a 4.984 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,38 por cento, a 22.529 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,21 por cento, a 10.453 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,28 por cento, a 5.495 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below