10 de Novembro de 2015 / às 13:56 / 2 anos atrás

Centro-sul eleva moagem de cana no fim de outubro com mais usinas em atividade

SÃO PAULO (Reuters) - As usinas do centro-sul do Brasil processaram 38,38 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de outubro, alta de mais de 6 por cento ante a quinzena anterior e de mais de 11 por cento ante a quinzena final de outubro de 2014, com um menor número de unidades com a safra já encerrada neste ano.

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) disse nesta terça-feira que até 1º de novembro apenas 15 usinas haviam parado a moagem da safra 2015/16, contra 47 unidades paradas na mesma data em 2014.

"No ano passado, a seca reduziu a quantidade de cana-de-açúcar disponível para moagem, antecipando o fim da safra. Neste ano, a maior oferta de matéria-prima deve fazer com que a moagem avance até dezembro na maior parte das unidades produtoras", disse em nota o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

A estimativa da Unica para o processamento total safra 2015/16, divulgada ainda em maio, é de 590 milhões de toneladas.

Até o fim de outubro, o processamento de cana acumulado na temporada, iniciada em abril, é de 518,82 milhões de toneladas, alta de 0,7 por cento ante o mesmo período na safra passada.

O ano de 2015 teve mais chuvas, o que prejudicou os trabalhos de moagem em alguns momentos, mas também ajudou no desenvolvimento de parte dos canaviais, oferecendo mais matéria-prima para as usinas.

AÇÚCAR E ETANOL

A produção de açúcar na segunda quinzena de outubro atingiu 2,17 milhões de toneladas, alta de 6,4 por cento ante um ano antes e de 3,8 por cento ante a primeira quinzena de outubro.

No acumulado da temporada 2015/16, a produção de açúcar chegou a 27,5 milhões de toneladas, queda de 6,7 por cento ante o mesmo período de 2014/15.

A explicação para a queda no volume de açúcar está no mix de produção.

A Unica disse que a proporção de cana-de-açúcar direcionada à fabricação de etanol na segunda quinzena de outubro continua superior ao índice registrado em igual período do ano anterior --57,8 por cento na atual safra, contra 57,3 em safra 2014/2015.

A produção do biocombustível na segunda quinzena de outubro foi de 1,84 bilhão de litros, alta de 8,6 por cento ante um ano antes e de 9,5 por cento ante a primeira metade de outubro.

No somatório da temporada, a fabricação de etanol, incluindo anidro e hidratado, somou 23,7 bilhões de litros, alta de 1,8 por cento ante igual período em 2014/15.

Por Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below