18 de Fevereiro de 2016 / às 11:15 / 2 anos atrás

Lucro líquido da Natura cai 35% no 4º tri com vendas fracas no Brasil

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Natura Cosméticos teve queda do lucro líquido no quarto trimestre, afetada por vendas fracas no Brasil em meio ao cenário econômico desafiador, apesar do forte resultado das operações internacionais.

A empresa teve lucro líquido consolidado de 145,4 milhões de reais no quarto trimestre de 2015, queda de 35,4 por cento na comparação com o mesmo período de 2014, informou na noite de quarta-feira.

A receita líquida consolidada da empresa teve alta de 6,9 por cento no período de outubro a dezembro de 2015, para 2,33 bilhões de reais.

No Brasil, a receita líquida caiu 8,9 por cento, para 1,58 bilhão de reais, enquanto o faturamento líquido das operações internacionais avançou 68,3 por cento, a 752,6 milhões de reais, favorecido pela desvalorização do real.

A margem bruta consolidada teve aumento de 0,5 ponto percentual no quarto trimestre frente ao mesmo período de 2014.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado foi de 453,2 milhões de reais no período, queda de 7,8 por cento.

Em 2015, a Natura teve lucro líquido de 513,5 milhões de reais, redução de 29,9 por cento na comparação com 2014, enquanto o Ebitda caiu 3,8 por cento, a 1,5 bilhão de reais.

Segundo o balanço da empresa, o Ebitda foi afetado negativamente pelo aumento da carga tributária sobre o setor de cosméticos no país e pela desvalorização do real, que juntos tiveram impacto de 229 milhões de reais.

Houve também impacto do aumento da taxa básica de juros e efeitos não caixa de marcação a mercado de hedge de dívidas em moeda estrangeira. Esses efeitos foram em parte mitigados pela redução de despesas, que caíram no Brasil 2,9 por cento ano contra ano.

“Obtivemos um resultado aquém de nossas expectativas e possibilidades”, disse a empresa no relatório de resultados.

Para 2016, a empresa prevê investimentos de 350 milhões de reais, que serão destinados a iniciativas de tecnologia e segmentação que irão apoiar o canal de venda direta. Os recursos também serão destinados às primeiras lojas Natura no Brasil, disse a empresa.

“Daremos continuidade aos projetos de entrada em outros canais, seguiremos investindo para manter o vigor de nossa internacionalização e focados na geração de caixa, com uma gestão bastante rigorosa nos investimentos e na alocação de recursos”, disse a Natura no relatório.

REMUNERAÇÃO

O Conselho de Administração da Natura aprovou na quarta-feira pagamento de 105,73 milhões de reais em dividendos, correspondente a 0,245726603 real por ação, para acionistas com posição na companhia em 24 de fevereiro.

O Conselho também aprovou 17,4 milhões de reais em juros sobre capital próprio, correspondentes a 0,040439237 real por ação. O pagamento da remuneração aos acionistas ocorrerá em 20 de abril, de acordo com a ata da reunião.

Por Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below