27 de Abril de 2016 / às 16:16 / em 2 anos

Centro-sul do Brasil produz recorde de açúcar no início da temporada

SÃO PAULO (Reuters) - As usinas do centro-sul do Brasil produziram um volume recorde de açúcar na primeira quinzena da temporada 2016/17, no início de abril, disse nesta quarta-feira a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), admitindo também dificuldades em prever o tamanho da nova safra.

A Unica disse que as indústrias produziram 1,43 milhão de toneladas de açúcar na primeira quinzena de abril, alta de 261 por cento ante o mesmo período do ano passado.

As usinas processaram 32,84 milhões de toneladas de cana na quinzena, alta anual de 152 por cento.

“Essa quantidade processada é explicada pelo clima extremamente seco observado na primeira metade do mês, o que permitiu um excepcional aproveitamento de tempo pelas industriais, e pelo grande número de empresas em operação no período”, disse a Unica.

No início de abril de 2016, 137 usinas e destilarias estavam em operação no centro-sul, subindo para 205 unidades no fim da quinzena, de um total de 287 usinas existentes na região, informou a Unica.

Os preços do açúcar bruto na bolsa de Nova York aceleraram perdas após a divulgação dos números da quinzena, que ficaram acima da média das previsões do mercado. Às 13:07, o contrato para julho era negociado com queda de 2 por cento, a 15,73 centavos de dólar por libra-peso.

SAFRA 2016/17

A moagem de cana no centro-sul do Brasil deverá ficar entre 605 milhões e 630 milhões de toneladas em 2016/17, estimou a Unica em sua primeira projeção para a nova temporada, representando possibilidade de queda ou de alta ante os 617,7 milhões de toneladas processados em 2015/16.

A entidade destacou que a produção vai depender das condições climáticas, agronômicas e operacionais vigentes nos próximos 12 meses.

“O número de variáveis fora do controle e de difícil previsão dificultam uma maior assertividade sobre a produção”, disse o diretor-técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

Entre as variáveis que prejudicam as previsões estão o envelhecimento dos canaviais, os riscos climáticos e dúvidas sobre o comportamento das lavouras colhidas na entressafra, que representara 9 por cento da área processada na temporada anterior.

A Unica projetou também uma produção de açúcar entre 33,5 milhões e 35 milhões de toneladas, ante 31,22 milhões de toneladas na safra 2015/16.

Já a produção de etanol em 2016/2017 deverá totalizar entre 27,5 bilhões e 28,7 bilhões de litros, ante 28,22 bilhões na temporada anterior.

“Os diferentes cenários para a safra 2016/17 indicam a possibilidade de avanço na produção de açúcar sem comprometimento da oferta recorde de etanol observada no último ano”, afirmou Padua.

Por Marcelo Teixeira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below