7 de Junho de 2016 / às 17:27 / um ano atrás

Cinesystem pede registro de companhia aberta e abre caminho para IPO

SÃO PAULO (Reuters) - A operadora de salas de cinema Cinesystem pediu nesta terça-feira registro de companhia aberta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o que pode abrir caminho para listar ações na bolsa com uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

Com sede em Maringá (PR), a Cinesystem se apresenta como uma das seis maiores cadeias de cinemas do país. Formada em 2003, a rede tem atualmente 142 salas em operação em nos Estados do Pará Maranhão, Pernambuco, Alagoas, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Criada e presidida pelo empresário Marcos Barros, a Cinesystem recebeu em 2014 um aporte combinado de 40 milhões de reais de duas gestoras de fundos de private equity, a brasileira Stratus e a norte-americana Hamilton Lane.

O aporte fez parte de acordo de 2012 que previa investimento total de 350 milhões de reais em cinco anos. Com a transação, a Stratus passou a deter 42 por cento do capital da empresa, que tem a holding Agroup, de Barros, como maior acionista.

Por Aluísio Alves

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below