7 de Junho de 2016 / às 20:52 / um ano atrás

Bovespa fecha em leve alta em sessão de giro fraco, com política e exterior dividindo foco

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou com o seu principal em leve alta, após sessão sem tendência definida e giro financeiro fraco, com investidores embolsando lucros e ponderando o tumultuado quadro político doméstico e o viés externo positivo.

O Ibovespa subiu 0,11 por cento, a 50.487 pontos.

O volume financeiro somou 5,06 bilhões de reais, contra média diária de 2016 de 7 bilhões de reais.

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros, do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, do ex-presidente da República José Sarney e do senador Romero Jucá no âmbito da operação Lava Jato, segundo reportagens publicadas nesta terça-feira.

A ação do PGR trouxe apreensão quanto a eventuais impactos negativos para a aprovação de medidas do governo no Congresso Nacional, pois atinge a cúpula do PMDB, partido do presidente interino Michel Temer, e importantes articuladores políticos.

"As dificuldades inerentes de um sistema político cujos alicerces se assentam em areia movediça impedem os cenários mais otimistas de se realizar", disse a Verde Asset Management em seu relatório de gestão do Fundo Verde (Verde FIC FIM) de maio.

Investidores também acompanharam a sabatina do indicado à presidência do Banco Central, Ilan Goldfajn, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, onde ele foi aprovado. Ilan afirmou que o objetivo da autoridade monetária será o de cumprir plenamente a meta de inflação "mirando o seu ponto central".

No exterior, o índice acionário norte-americano S&P 500 fechou em alta de 0,13 por cento, na máxima desde julho de 2015, amparado no avanço de ações de energia, conforme os preços do petróleo atingiram máximas de 2016.

DESTAQUES

- PETROBRAS fechou com as ações preferenciais em alta de 1,89 por cento e as ordinárias com ganho de 3,06 por cento, em sessão de alta dos preços do petróleo. O UBS elevou o preço-alvo das ações ON para 12 reais, enquanto manteve recomendação "neutra". A Verde Asset disse em carta a clientes que aproveitou a recente emissão da estatal para aumentar sua alocação em títulos de dívida da Petrobras, acrescentando ver "muito potencial para a gestão Pedro Parente melhorar a situação da maior empresa brasileira".

- ITAÚ UNIBANCO subiu 1,62 por cento e BRADESCO avançou 1,3 por cento, ajudando do lado positivo em razão do peso relevante que detêm no Ibovespa.

- TIM PARTICIPAÇÕES subiu 4,07 por cento, liderando as altas do Ibovespa. O UBS disse esperar que o resultado do segundo trimestre da operadora de telefonia fique estável ou melhore na comparação com o primeiro trimestre, após alguns sinais de estabilização operacional nos primeiros três meses do ano. Os analistas do banco cortaram o preço-alvo de 10 para 9 reais, mas reiteraram a recomendação de "compra" das ações.

- VALE encerrou com as preferenciais com baixa de 0,15 por cento e as ações ordinárias em queda de 1,89 por cento, após quatro pregões de alta, apesar de novo avanço do minério de ferro à vista na China. Após mais de três anos afastada, a mineradora retornou nesta terça-feira ao mercado internacional de dívida, com a emissão de 1,25 bilhão de dólares em bônus de cinco anos.

- CSN recuou 5,41 por cento, após três altas seguidas, em sessão negativa para o setor de siderurgia como um todo. USIMINAS perdeu 2,08 por cento e GERDAU cedeu 0,63 por cento.

- BRASKEM caiu 2,84 por cento e engatou o terceiro dia seguido de perdas. Agentes financeiros citaram como fator negativo o depoimento do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró no âmbito da operação Lava Jato divulgado pela mídia. Em um dos trechos, publicado no site do Estadão, Cerveró classifica a petroquímica como "um escândalo".

- AMBEV caiu 1,7 por cento e pressionou do lado negativo, devido à fatia significativa que tem no Ibovespa.

- INDUSVAL , que não está no Ibovespa, fechou com as ações ordinárias em alta de 23,68 por cento e as preferenciais com ganho de 11,11 por cento após a Reuters noticiar que o grupo chinês Shanghai Pengxin está negociando a compra do controle do banco.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below