19 de Agosto de 2016 / às 10:22 / em um ano

Confiança da indústria no Japão vai ao menor patamar desde 2013, mostra Reuters Tankan

Bandeira nacional japonesa vista na sede do banco central, em Tóquio. 15/03/2016Toru Hanai

TÓQUIO (Reuters) - A confiança da indústria do Japão azedou em agosto para o pior patamar desde 2013 quando o banco central embarcou em uma agressiva flexibililzação monetária, mostrou uma pesquisa da Reuters nesta sexta-feira, destacando a fraqueza em uma economia enfrentando queda nas exportações e fraco gasto de consumidor.

A Reuters Tankan, que rastreia dados trimestrais do banco central do Japão, veio na sequência de números mostrando que as exportações em julho tiveram a maior queda desde a crise financeira global e que o crescimento econômico estagnou no período de abril a junho.

O índice de sentimento da indústria caiu para 1 ante 3 em julho, prejudicado por indústrias manufatureiras, incluindo de carros, alimentos, maquinário e eletrônicos.

O índice de sentimento do setor de serviços parou de cair pela primeira vez em cinco meses, de acordo com a pesquisa feita com 533 grandes e médias empresas entre 1º e 16 de agosto, da qual 275 responderam.

O índice do setor de serviços subiu para 18 após leitura de 15 em julho, refletindo ganhos no varejo, setor imobiliário e outros serviços.

Por Tetsushi Kajimoto e Izumi Nakagawa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below