16 de Agosto de 2017 / às 17:29 / em 3 meses

Chinesa Chalco planeja investir US$500 mi em projeto de bauxita na Guiné

CONACRI (Reuters) - A Aluminium Corp of China (Chalco) planeja investir 500 milhões de dólares em um projeto para produzir bauxita, usada para fabricar alumínio, na Guiné a partir do próximo ano, disse o Ministério de Minas da nação africana.

O acordo ocorre após uma viagem do ministro de Minas da Guiné, Abdoulaye Magassouba, à China e segue outros grandes investimentos chineses no país da África Ocidental, rico em recursos.

“As reservas de bauxita abandonadas pela BHP Billiton serão eventualmente exploradas a partir de 2018 pela Chalco”, disse Saadou Nimaga, secretário-geral do ministério de Minas. A estatal Chinalco é a companhia parente da Chalco.

O projeto é na região de Boffa, a cerca de 200 quilômetros da capital Conacri.

Os 500 milhões de dólares serão voltados para a primeira das três fases do projeto, que também incluirá a produção de alumínio.

A China, maior consumidora de minério de ferro do mundo, tem mostrado um crescente interesse nas oportunidades de mineração africana.

Por Saliou Samb

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below