17 de Agosto de 2017 / às 16:41 / um mês atrás

Ministro defende punição para Samarco, mas não fechamento da empresa

SÃO PAULO (Reuters) - O rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), em 2015, foi “um acidente”, e a punição da companhia não deve prever seu fechamento, afirmou nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

“O que ocorreu em Mariana foi um acidente. Podem ter ocorrido erros, mas foi um acidente. Precisamos punir a Samarco, mas não fechá-la”, destacou o ministro, durante evento em São Paulo.

Ele acrescentou que desde então foram tomadas medidas, como a criação da Agência Nacional de Mineração e inspeções recorrentes em barragens, para se evitar novos problemas.

Por José Roberto Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below