17 de Agosto de 2017 / às 17:52 / em um mês

Ministro diz que Petrobras será credora ao fim da renegociação da Cessão Onerosa

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras será credora ao final do processo de renegociação do contrato da Cessão Onerosa com o governo federal, disse nesta quinta-feira o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

O contrato da cessão de direitos à estatal, conhecido no setor como Cessão Onerosa, garantiu à Petrobras até 5 bilhões de barris de óleo equivalente sem licitação, na época da capitalização da companhia, em 2010.

Naquele momento, a petroleira pagou à União o equivalente a 42,5 bilhões de dólares. Mas uma renegociação de algumas variáveis, como o preço e o câmbio, estava prevista desde o início, após a declaração da comercialidade das áreas cedidas.

Ele afirmou também que o governo pode leiloar, no ano que vem, o excedente da área da cessão onerosa, ou o direito de exploração dos volumes que excedem os 5 bilhões de barris cedidos à Petrobras.

Por José Roberto Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below