18 de Agosto de 2017 / às 15:19 / um mês atrás

Bovespa sobe com ajuda de Petrobras após renovação de medidas tributárias para setor

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice acionário da bolsa paulista operava no azul nesta sexta-feira, após cair quase 1 por cento na véspera, tendo as ações da Petrobras entre as principais influências positivas, após medidas que garantem benefícios tributários para o setor petrolífero.

Às 12:13, o Ibovespa subia 0,45 por cento, a 68.283 pontos. O giro financeiro era de 3,26 bilhões de reais.

Apesar do tom positivo, a cautela ainda segue no radar dos investidores, diante de preocupações com o cenário externo em meio a preocupações com a capacidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em avançar sua agenda econômica e também após um ataque em Barcelona.

“Trump dissolveu dois conselhos e não vai montar o conselho de infraestrutura. Há percepção crescente de que terá dificuldades para aprovar medidas de política econômica”, escreveu economista-chefe da corretora Modalmais, Alvaro Bandeira, em nota a clientes.

No front local, as atenções seguem para as negociações do Executivo com Congresso Nacional para avançar a agenda de reformas, com a expectativa de que a votação da proposta da Taxa de Longo Prazo (TLP) para empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em comissão aconteça na próxima semana.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN avançava 2,45 por cento e PETROBRAS ON tinha alta de 1,47 por cento, reagindo a medidas de benefícios fiscais para o setor petrolífero, incluindo a renovação do chamado Repetro, um regime aduaneiro especial de exportação e importação de bens destinados a atividades de pesquisa e produção de petróleo. Segundo analistas da XP Investimentos, o fim desse benefício “poderia inviabilizar a atividade de exploração no país, já que os tributos suspensos representam cerca de 50 por cento do valor do investimento”.

- USIMINAS PNA ganhava 2,68 por cento, após notícia no jornal Valor Econômico de que vai aumentar os preços de toda sua linha de produtos em 13,1 por cento a partir de 1º de setembro.

- VALE ON avançava 1,35 por cento, acompanhando o movimento dos preços do minério de ferro na China, com o contrato futuro mais negociado disparando 6,6 por cento nesta sessão.

- BB SEGURIDADE tinha alta de 3,63 por cento, entre os maiores ganhos do Ibovespa, retomando a trajetória de recuperação iniciada no fim da semana passada e interrompida na véspera.

- KROTON ON caía 2,47 por cento, entre as maiores perdas do Ibovespa, em movimento de ajuste após acumular alta de 21,64 por cento nos nove pregões anteriores.

- SUZANO PAPEL E CELULOSE perdia 2,16 por cento. Segundo analistas, as perdas ocorriam por ajustes diante do desempenho amplamente positivo neste mês, com alta acumulada de quase 22 por cento até a véspera e o valor da ação rondando as máximas desde o início de 2016.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below