22 de Agosto de 2017 / às 19:39 / um mês atrás

Governo prevê votar novas metas fiscais até 29 de agosto, diz líder

O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE) (o segundo da esquerda para a direita) durante reunião no Palácio do Planalto, em Brasília 21/02/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O governo do Brasil espera que o Congresso Nacional aprove as novas metas fiscais em 29 de agosto depois de chegar a um acordo com os parlamentares para rescindir alguns vetos presidenciais à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, disse nesta terça-feira o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE).

O presidente Michel Temer vetou 67 partes da LDO no início deste mês, irritando os legisladores que serão responsáveis ​​por aprovar metas mais suaves e a ambiciosa agenda de reformas econômicas no final deste ano.

O compromisso ilustra os esforços de Temer para manter sua base unida no Congresso depois de bloquear acusações de corrupção contra ele no início deste mês e antes das eleições gerais do próximo ano.

No entanto, o cronograma oficial do comitê de orçamento do Congresso para aprovar os objetivos prevê votação até o dia 19 de setembro.

Temer concordou inicialmente em desfazer sete dos vetos, disse Moura a jornalistas. O governo planeja enviar um projeto de lei com os vetos revisados ​​na quinta-feira, acrescentou ele.

O Brasil tem lutado para reduzir o déficit orçamentário crescente após dois anos de profunda recessão e ampliou as metas de déficit primário a 159 bilhões de reais para 2017 e 2018.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below