23 de Agosto de 2017 / às 17:32 / em um mês

Brasil respondeu por 75% das importações de soja pela China em julho, diz governo

Funcionário recolhe amostra de grãos de soja na cidade de Primavera do Leste, no Estado do Mato Grosso, Brasil 06/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker (BRAZIL - Tags: AGRICULTURE BUSINESS COMMODITIES)

(Reuters) - As importações de soja pela China dispararam 30 por cento em julho ante igual mês do ano passado, com a oleaginosa proveniente do Brasil respondendo por três quartos do total das compras realizadas pelo gigante asiático, informou nesta quarta-feira a Administração Geral de Alfândegas do país.

Ao todo, a China importou 10,08 milhões de toneladas de soja no mês passado, um recorde histórico, sendo 7,63 milhões de toneladas do Brasil, 27,7 por cento acima do registrado em igual momento de 2016.

Os outros principais fornecedores foram Argentina, com 1,47 milhão de toneladas (-9,07 por cento no comparativo anual), seguida pelos Estados Unidos, com 499,92 mil toneladas, e Uruguai, com 397,96 mil toneladas.

Nos sete primeiros meses de 2017, a China comprou um total de 54,88 milhões de toneladas de soja, alta de 16,79 por cento. No mesmo período, o Brasil vendeu para os chineses 30,83 milhões de toneladas da commodity (+14,2 por cento).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below