25 de Agosto de 2017 / às 13:37 / em um mês

Cade aprova sem restrições incorporação de ativos da Cemig pela Taesa

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a incorporação pela transmissora de energia elétrica Taesa TAEE11.SA de fatias antes pertencentes à Cemig (CMIG4.SA) em três empresas de transmissão --Transleste, Transudeste e Transirapê.

A Taesa, que tem como principais acionistas a mineira Cemig e a colombiana Isa, irá assumir participações de 25 por cento na Transleste, 24 por cento na Transudeste e 24,5 por cento na Transirapê.

Segundo parecer do Cade, divulgado nesta sexta-feira, as empresas informaram que o negócio visa a concentrar os ativos de transmissão de energia da Cemig em um único veículo, a Taesa.

“A iniciativa é justificada pelo intento de otimização da atual estrutura organizacional da Cemig, com vistas à redução de custos e à ampliação dos níveis de retorno de seus acionistas. Intenciona, do mesmo modo, a elevação dos níveis de eficácia e de rentabilidade da Taesa”, explica o órgão de defesa da concorrência.

De acordo com o Cade, a transação não tem potencial de geração de efeitos concorrenciais adversos para o mercado de transmissão de energia.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below